Ideia

foto-ideaFundada em Novembro de 2013, A Camerata Laranjeiras é um projeto exclusivo do Rio que integra jovens de diferentes origens sem fronteiras sociais. Acreditamos, com a música, os corações batem ao mesmo ritmo. Nossa orquestra, composta por voluntários, foi fundada por dois violinistas, Tiago Cosmo (Brasil) e Karolin Broosch (Alemanha), inspirados na ideia de criar uma orquestra que combina excelência musical com impacto social. A orquestra de cordas visa nutrir habilidades musicais e interpessoais entre músicos talentosos de todas as classes sociais. Nossos músicos ganham uma identidade coletiva através de novas experiências musicais. Valorizamos as mentes abertas, o respeito, o foco e a responsabilidade de todos os membros para prepará-los para uma vida adulta bem-sucedida, pessoalmente e profissionalmente. Importante, a música se conecta e traz alegria; A motivação do nosso grupo todos os dias. Desde 2013, a Camerata Laranjeiras realizou mais de 250 concertos em locais públicos, escolas, igrejas, residências e locais de concertos.

Nosso repertório é formado por músicas que refletem a personalidade e preferências musicais de cada integrante como expressões de valores culturais e construção de um ambiente apoiado na diversidade. Em cada Edição, produzem arranjos próprios, em que acrescentam músicas de diversos gêneros tais como: Música Clássica, Norwegian Folk Music, Bossa Nova, Heavy Metal, Funk, Pop, barroca, entre outros. Garantindo assim que as performances sejam acessíveis e relevantes tanto para os jovens artistas quanto para o público. Nós nos esforçamos para integrar toda a cidade através de concertos, incluindo as favelas das áreas de baixa renda. Muitos membros da orquestra são dessas áreas e estão muito orgulhosos de trazer nossa música para seus bairros.

A Camerata Laranjeiras tem se destacado por sua energia vibrante e qualidade sonora, sobretudo tem atraído o público de diferentes idades. Em nossa sociedade fragmentada, nosso objetivo é construir pontes musicais e apoiar o caminho dos nossos jovens músicos na vida. Nosso desejo é integrar o mundo.